Vinho: história e propriedades benéficas

O vinho é uma bebida milenar mencionada nos contos mitológicos, na Bíblia e presente em rituais sagrados e profanos, mostrando sua importância na história. Em algumas culturas simbolizava a imortalidade, ressurreição e a revelação da verdade. Na antiga Grécia um dos deuses do Panteão, Dionísio, era o deus do vinho, e seus rituais eram festivos e agitados pelo excesso da bebida. O vinho grego provavelmente era rosado, muito doce, levemente resinado e bem concentrado.

Em Roma, a bebida era forte e doce como o grego, e adicionava-se geralmente água salgada durante a fase da fermentação para realçar a maciez e evitar a proliferação de fungos (propriedades conservativas), ainda, era armazenado em tonéis e garrafas. O deus do vinho, da bebedeira e dos excessos, principalmente, sexuais era Baco na antiga Roma. Na religião Cristã o vinho representa o sangue de Cristo na celebração da missa.

No Brasil o cultivo da uva surgiu no século XVI, mas somente no século XIX que essa atividade tornou-se economicamente forte com a chegada dos imigrantes italianos, particularmente, na região sul do país. Hoje, as principais regiões de plantações de uvas são a região Sul, Sudeste e Nordeste.

Com o desenvolvimento da ciência, diferentemente do mundo antigo hoje sabemos que a fermentação do vinho é produzida por leveduras, que convertem os açúcares das cascas de uvas em etanol e gás carbônico.

De acordo com a legislação vitivinícola do MERCOSUL:

“Vinho é exclusivamente a bebida que resulta da fermentação alcoólica completa ou parcial da uva fresca, esmagada ou não, ou do mosto simples ou virgem, com um conteúdo de álcool adquirido mínimo de 7% (v/v a 20ºC).”

As Classes de Vinhos são: Vinho de Mesa, Leve, Fino ou Vinho de Qualidade Preferencial, Espumante, Frisante, Gaseificado, Licoroso e Composto.

Tipos de Vinhos: Tinto, Rosado e Branco.

vinho tipos

Tipos de vinhos

Além de ser uma bebida importante em rituais sagrados e profanos, também representa uma importante atividade econômica para muitos países, surgindo mais estudos na área inclusive cursos específicos como a Enologia.

Quais os benefícios do Vinho?

Estudos científicos mostram que o vinho previne doenças cardiovasculares, responsáveis por muitas mortes no mundo. O vinho ajuda na desobstrução das artérias, favorece a redução da pressão sanguínea (vasodilatador), assim, possui propriedades importantes para combater o infarto.

Os flavonoides (polifenóis) presentes na uva favorecem o controle do peso, pois aceleram o metabolismo. Ainda, previnem doenças neurodegenerativas e têm ação antioxidante.

O resveratrol também um polifenol presente principalmente na pele da uva muscadine e nas sementes das uvas tem propriedades benéficas para a saúde. A uva muscadine (Vitis rotundifolia) difere das uvas vermelhas comumente usadas na produção de vinhos tintos. A concentração de resveratrol em vinhos tintos geralmente está entre 0,2 e 5,8 mg/L e depende da uva, nas uvas muscadine a concentração varia de 14,1 até 40 mg/L, e os vinhos brancos possui menos resveratrol devido a retirada das cascas antes da etapa de fermentação. O resveratrol possui atividade antioxidante, previne doenças cardiovasculares, reduz o colesterol, retarda o envelhecimento e tem efeito anti-inflamatório.

Uva muscadine (Vitis rotundifolia)

Uvas muscadine (Vitis rotundifolia)

Resveratrol

Resveratrol

Qual a quantidade que devo consumir por dia?

Uma taça de vinho, cerca de 100 mL, uma no almoço e outra no jantar é suficiente para garantir os benefícios citados.

Quer saber mais sobre Vinhos? Quer fazer um curso para se aperfeiçoar mais na área?

então clique aqui e saiba mais!

Adicionar Comentário